quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Paralisação nas universidades federais


Os professores da maioria das universidades federais localizadas na Região Sul do país continuam em greve. Conforme levantamento da Agência Brasil, das 11 universidades federais existentes na região, apenas duas não registram nenhuma paralisação da categoria: a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e a Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA).
No Paraná, os professores das três universidades com sede no estado continuam em greve. Na maior delas, a Universidade Federal do Paraná (UFPR), o calendário acadêmico segue suspenso, com exceção dos anos finais do curso de medicina e dos cursos de oceanografia e de petróleo e gás, que decidiram retomar as atividades.
Dos 12 campi da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), apenas um, o de Guarapuava, tem aulas normalmente. Os outros 11 estão com as atividades paralisadas e com o calendário suspenso.
Na Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila), em Foz do Iguaçu, 15 dos 16 cursos de graduação estão parados. Somente o curso de ciências biológicas está funcionando.


(Com Notícias Unila)

Um comentário:

Nelma Ladeira disse...

Olá obrigada pelo seu carinho.
Desejo a vc um ótimo fim de semana beijos.